Skip to content

Posts tagged ‘MeeGo’

9
May

Análise: Por que mudar (ou não) o firmware de um aparelho?

Versões do Android

Versões do Android

Em um cenário no qual pessoas de diferentes países podem acompanhar lançamentos e novidades que surgem para dispositivos móveis, diferenças regionais de disponibilidade de recursos para um aparelho são fonte de desagrado. Variações regionais com relação ao acesso a um aplicativo, correção de um bug e atualização de um sistema operacional são alguns dos problemas que ocorrem. Uma opção viável para mudar essa situação é a mudança do firmware do aparelho para o do modelo mais beneficiado, geralmente de uma versão internacional.

Dos problemas citados, a espera por atualizações do sistema é uma das maiores fontes de frustrações de donos de dispositivos móveis. Apesar de não ser um fenômeno recente, atualmente há bastante repercussão associada à atualização de aparelhos Android; e não é à toa. Além de o sistema operacional da Google ser o mais vendido atualmente, há todo um processo burocrático envolvido na atualização, que passa pela liberação do código pela Google, atualização de drivers, personalização para atender características de legislação e cultura de cada país e, por fim, pelas operadoras. Nesse processo, aparelhos de uma região podem não ser contemplados com a atualização, enquanto o mesmo modelo pode receber em outro país — apesar de algumas vezes o apelo popular poder mudar essa situação.

Mesmo sem ter todo esse processo burocrático do Android, outros sistemas operacionais passam por situações relacionadas, como aparelhos de uma região receberem atualização antes ou depois de outra, um recurso estar disponível em alguns países e em outros não. O problema acontece até com dispositivos sem tanta dinâmica de atualizações, como e-Readers.

A mudança de firmware pode ser feita em smartphones, tablets, e-Readers e outros dispositivos e gera benefícios que vão além da pura e simples atualização do aparelho. Neste post serão vistos alguns dos conceitos envolvidos no processo de mudança de firmware e os motivos para fazê-lo ou não. Como aparelhos com Android geralmente são o maior alvo desse processo, há maiores detalhes sobre eles, porém, as informações são válidas para outros sistemas operacionais. Serão considerados apenas aspectos envolvidos no uso de firmware oficial, deixando para um outro momento o tema de firmware modificado.

Read moreRead more

23
Jan

Review: Nokia N9

Nokia N9

Nokia N9

O Nokia N9 foi anunciado no dia 21 de Junho de 2011, pondo fim a quase dois anos de espera pelo pelo sucessor do N900. Nesse tempo aconteceram grandes mudanças. Foi anunciado o MeeGo, sistema operacional do aparelho, como resultado da união de esforços da Nokia e da Intel que uniram Maemo e Moblin. Posteriormente, foi divulgada a morte do MeeGo, pela união deste com o Limo, dando origem ao Tizen. Por fim, houve a revelação da parceria entre Nokia e Microsoft, que traria o Windows Phone para os aparelhos da finlandesa.

No meio de trocas de nomes, parcerias feitas e desfeitas e anúncios, o N9 ganhou uma versão própria do MeeGo, o Harmattan, que incorporou mais características do Maemo 6 do que do próprio MeeGo. No lugar de um aparelho interessante, mas pouco adequado para usuário final, como o N900, o smartphone da Nokia ganhou uma interface diferenciada dos concorrentes, com foco na simplicidade, dentro de um corpo com novo design amplamente elogiado e já trazendo serviços e aplicativos populares. Apesar de todas as grandes características, a morte prematura do sistema operacional lança sobre o aparelho uma grande sombra de preocupações. Não há certezas quanto ao tempo de vida do aparelho, levando em consideração o recebimento de atualizações para correção de problemas e adição de novos recursos, além da atratividade para receber novos aplicativos.

Neste review serão exploradas as características do aparelho, analisando os recursos do hardware e do sistema operacional, além de fazer uma comparação com o que é oferecido diante de outros aparelhos do mercado. Ao final, são evidenciados os pontos fortes e fracos do aparelho e as considerações finais.

Read moreRead more

27
Jun

Particionamento: Prática

No post Particionamento: Teoria foram abordados os motivos para se realizar o particionamento de dispositivos de armazenamento, critérios a serem aplicados no momento de realizá-lo e os conceitos envolvidos nesse processo. Neste  post será exibida a parte prática do particionamento, exemplificada pelo particionamento de um cartão para uso no N800/N810. O processo é mostrado em detalhes no próprio aparelho, utilizando o GParted. Contudo, são mostradas formas alternativas de se fazer o processo em outros sistemas operacionais, incluindo Windows, Ubuntu e Maemo 5 (no N900).

Read moreRead more

18
Jun

Particionamento: Teoria

Uso de cartões no N800

Uso de cartões no N800

Ao comprar um cartão de memória, disco rígido, pendrive ou outro dispositivo de memória de massa o mais comum é ter uma única partição que oferece toda a capacidade de armazenamento. Pode acontecer pior: o dispositivo vir sem qualquer partição. De acordo com a finalidade de uso do dispositivo, é interessante modificar seu estado original de forma que ele separe o conteúdo armazenado em diferentes unidades lógicas. Esse processo de divisão do espaço de armazenamento é chamado particionamento.

Read moreRead more

12
May

Tutorial: Como usar mouse, teclado e pendrive no N800/N810 usando USB Host

N800 usando mouse e teclado USB

N800 usando mouse e teclado USB

Um dos diferenciais do N800 e do N810 com relação a smartphones e dispositivos portáteis é a capacidade de se usar mouse, teclado e outros dispositivos USB, característica que o aproxima ainda mais da função de um computador convencional. Com isso, é possível usar os tablets com mais conforto no desenvolvimento de atividades prolongadas ou com a necessidade de se inserir muito texto. Esse tipo de situação comumente força a compra de mouse e teclado bluetooth para se usar com smartphones, o que pode ter como consequência mais trabalho na configuração do acessório, além da compra de um produto com valor bem acima de suas versões com conexão USB.

Read moreRead more

6
May

Tutorial: Como configurar o Synergy – Compartilhando teclado e mouse do computador com o N900

O Synergy já foi apresentado no blog como uma forma de se compartilhar o mouse e o teclado do computador com o N800 e o N810. O objetivo deste post é mostrar como fazer o mesmo processo para o N900.

Funcionamento do Synergy - Retirado de http://synergy2.sourceforge.net/

Funcionamento do Synergy - Retirado de http://synergy2.sourceforge.net/

O interessante do Synergy é a possibilidade de uso de um teclado e de um mouse em vários computadores e dispositivos, entre diferentes sistemas operacionais. Dentre sistemas para os quais o programa está disponível podem ser citados Windows, Ubuntu e outras distribuições GNU/Linux e o Mac OS. O uso dele é interessante em um local em que há vários computadores ligados a seus próprios monitores. Para usar mais de um computador em um local de trabalho, por exemplo, usa-se o Synergy para usar apenas um teclado e um mouse e controlar todos os computadores. Para controlar um computador basta levar o cursor do mouse da tela do computador atual até o que se deseja acessar. O cursor irá sumir do monitor atual e passar para o novo, como se fossem dois monitores para um computador, mas, na realidade, sendo para computadores diferentes.

Read moreRead more